24 janeiro 2007

Balconistas uni-vos (e juntos informai-vos)

Tem algo que já está me tirando do sério. Coisa simples, diria até fútil. Já notaram como balconistas de lojas especializadas não sabem absolutamente nada sobre o que estão vendendo? Pode ser que só aconteça comigo, ou então a difusão do conhecimento varia de acordo com a área de atuação ou o produto comercializado. Talvez, se eu não entendesse bulhufas do que estivesse comprando não me incomodaria tanto. Pensando melhor, fatalmente acabaria levando gato por lebre, isso se não viessem ainda outros bichos no lugar do gato. Impressionante como ninguém é capaz de dedicar parte do seu tempo para estudar detalhes técnicos dos produtos que está oferecendo. Custa tanto assim ler um pouquinho?

Eis me aqui, tentando pesquisar preços para compra de alguns acessórios para moto. O que normalmente fazemos quando buscamos algum produto? Eu, pelo menos, vasculho a internet e leio informações em sites de fabricantes, manuais e listas de discussões. Quase sempre acho tudo o que procuro. E aí vem a peculiaridade: com cerca de meia hora de pesquisa, você já sabe mais que qualquer vendedor, mesmo que ele tenha passado metade da vida vendendo as mesmas bugigangas. Veja este exemplo:

Robson - Alô, boa tarde, gostaria de verificar o preço de umas peças, poderia me passar para o setor de vendas?
Atendente - Um momento senhor (liga musiquinha irritante).
Vendedor - Vendas, boa tarde.
Robson - Boa tarde, preciso saber o preço de uma bateria de 7 ampéres.
Vendedor - Não trabalhamos com essa bateria.
Robson - Mas esta não é uma loja de baterias para carros e motos?
Vendedor - Exatamente senhor, só trabalhamos com bateria “mais forte”, a de 12...
Robson - Sim, é isso mesmo que eu quero, né? 12 volts!
Vendedor - Mas é de 12 ou de 7 que o senhor precisa?
Robson - Sim, meu colega, 12 volts e 7 ampéres, sacou?
Vendedor -Ah, sim, mas “tem que ver qual é a certa né, senão queima as bobina”.
Robson - ???!!! Fica frio, não vai queimar nada, basta que você forneça esta bateria que pedi.
Vendedor - Vou ter que verificar com o fornecedor, não sei se estamos trabalhando com esse modelo.
Robson - Ahãn... Se algum dia encontrá-la, não deixe de me avisar...

Ou então:

Robson -Bom dia, estou procurando um bagageiro para moto tal, daqueles reforçados, que suportem bastante carga e...
Atendente surda - Heeiiiin?
Robson - BAGAGEIRO!
Atendente - Um momento senhor (dica: nunca perca tempo com a primeira pessoa que atender o telefone, ela só foi treinada para dizer “um momento senhor”)
Vendedor - Departamento de peças, bom dia.
Robson - Bom dia, estou procurando um bagageiro blá, blá, blá...
Vendedor - Pois não, temos o modelo tal, todo reforçado em alumínio.
Robson - Não, não, alumínio não serve, tem que ser ferro mesmo.
Vendedor - Mas este nosso é de alumínio, muito mais forte.
Robson - Não serve, alumínio é muito mais fraco que ferro.
Vendedor - Olha, acho que não é não.
Robson - Olha, tenho certeza que é sim.
VendedorO de ferro “no momento estamos em falta”
RobsonValeu chefe, tenha um bom dia...

Tem aquela velha história, não vamos generalizar, certo? Mas francamente, tenho tido muito azar, já estou à beira da generalização. Dias melhores virão!!!

4 comentários:

Anônimo disse...

Comigo é a mesma coisa em quesito "material de design", vc pergunta se a pessoa tem uma ca neta nankin e ela te chega com uma Bic, isso quando não vem com seu famoso "Heeeeeim????"
vai entender, ne...
bjao primo, e a mams manda um tbm
^^
Mariana

Fred disse...

Meu, ta cada vez melhor!
Vou te indicar para ser colunista da ZH.
A do bagageiro foi ótima! hahahahahaha.

Abração.

Rosa disse...

Muitas vezes isso acontece por desinteresse do vendedor em progredir, ler e se atualizar como foi dito; mas creio que o maior culpado disso é o patrão que, para economizar, paga salários baixos que desestimulam qualquer um com maior capacidade.
Um abração
Rosa

Léo Fernandes disse...

Em 1996, quando os computadores começaram a ser vendidos em lojas de eletrodomésticos, houve um caso desses com um repórter que decidiu testar o conhecimento dos vendedores sobre o Windows 95:
Repórter: Mas tem screensaver?
VendedorHã?! Eu...é...vou ver lá dentro.
Muito tempo depois:
Vendedor: Num tem "scriseive" não, senhor.

Atualização: aos finais de semana
powered by eu mesmo ®